quarta-feira, 1 de junho de 2011

Relatório - Algorítimo da subtração


Módulo de Matemática
Tutor Lorival Pereira da Silva
Escola: Centro de Educação “Profª Alanira Benedita de Carvalho Brito”. APAE
Cursista: Dilna Aparecida Rufino de Queiroz
Inocência - MS


RELATÓRIO


Fascículo 2 – Operações com números naturais - Algoritmos





Iniciamos nosso encontro sobre algoritmo da subtração, sabendo que algoritmo é o processo da operação, usamos quando precisamos emprestar, ou quando passamos para dezena, centena ou milhar, quando saímos do básico. Também discutimos sobre a nomeclatura, alguns professores acham que não devemos cobrar do nosso aluno a nomeclatura, mas o tutor nos orientou que devemos ensinar de maneira correta a linguagem matemática, pois não precisa ser obrigatório o aluno aprender, mas pode ser necessário em algum momento da vida deste aluno. A nomeclatura deve ser ensinada nas séries iniciais de maneira complexa juntamente com as operações, para que não a torne obrigatória.
Aprendemos que quando trabalhamos o básico devemos oportunizar o aluno o cálculo mental, com materiais que proporcione este aluno as descobertas, como brincadeiras que dispõe o aluno a pensar e contar mentalmente.
A multiplicação e a divisão podem se tornar uma das operações mais fáceis se usarmos de maneira inteligente a reta numérica, como mostrou nosso tutor, a reta numérica trabalha multiplicação e divisão de maneira lúdica e prazerosa. “Bota mágica”, foi uma das melhores idéias que vi neste curso do pró letramento achei a maneira mais dinâmica, lúdica e correta de ensinar tabuada aos meus alunos,
Ao aplicarmos esta atividade devemos primeiramente aplicar em folha, que nosso tutor também o fez, para que o aluno aprenda como ele irá fazer para contar os pulos da “bota”, com múltiplos de um número, este escolhido pelo professor. O tutor nos proporcionou participar da brincadeira das botas mágicas, fazendo uma reta numérica com fita adesiva no chão, onde nos ensinou que devemos primeiro contar uma história dramatizar para que os alunos se motivem mais a participarem. Fizemos várias situações em que nos mostra que com criatividades e dinamismo podemos incrementar nossas aulas e trazer nossos alunos para o novo para o atual.
Na seção 4 aprendemos que usamos o algoritmo quando estamos trabalhando com 2 números ou mais, caso contrário seria uma operação básica, esta pode até ser resolvida de maneira mental, pois é somente com um número, não precisa emprestar. O tutor Lorival nos trouxe o material dourado e sanou várias dúvidas sobre como efetuar operações de multiplicação usando este material e disse que o professor deve proporcionar o aluno descobrir como seria simplificado ele aprender efetuar usando o material dourado, o aluno irá descobrir que ele pode resolver todas as operações com este material.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário